Mecanismos de levantamento de dados para mergulhar no mundo de cada marca.
Vale tudo que traga direcionamentos reais: pesquisas de campo, viagens, desktop researches, conversas livres, entrevistas em profundidade etc.

O grande objetivo desse processo é ajudar as empresas a descobrirem o que as move de verdade. Uma imersão completa na história e no íntimo dos seus integrantes para encontrar um porquê comum. 

É a lógica que explica de forma clara e inspiradora o que a marca é, como faz diferente dos outros e a quem se destina. É a pedra fundamental para garantir expressões coerentes e bem construídas.

É o esforço de simplificar o discurso institucional.
O velho e bom elevator pitch

A partir de um estudo minucioso sob a oferta de uma marca, definimos como deve ser apresentada ao público para facilitar seu entendimento e atratividade.

Processo de batismo ou rebatismo de uma marca, produto, ingrediente etc. Além da criação, considera aspectos jurídicos, semânticos e culturais.

A identidade visual de uma marca não se trata apenas de um logo. É preciso desenvolver um conjunto de elementos com uma estrutura pensada, que ganhe sentido no uso e, em longo prazo, gere identificação para a marca.

Técnicas de linguagem que traduzem a identidade de uma marca e geram reconhecimento na fala e na escrita.

Materiais institucionais que ajudam a tangibilizar o posicionamento e os sistemas visuais e verbais da marca. Aqui estão incluídos materiais como: papelaria, site, impressos, embalagens, materiais de PDV, projetos de ambientação e o que mais fizer sentido para a marca.

Quando uma marca tem seus fundamentos definidos, é preciso planejar como contar sua história ao longo do tempo. Para cada público, definimos os territórios de comunicação e mensagens-chave a partir do posicionamento. Tudo isso documentado para que se transforme em guia para os gestores e brief para os fornecedores parceiros.

Para envolver e contagiar toda a empresa com a estratégia da marca, pensamos uma sequência de ações. É o que dá vida a um projeto. Torna-se parte da cultura e transforma-se em critério de decisão e de avaliação. Nesse processo, tudo é permitido: workshops, campanhas, treinamentos, eventos, e-mails, jogos, festas etc.

Propósito claro, posicionamento definido, sistemas visuais e verbais prontos: agora é hora de lançar a marca. Aqui entram todas as ações de comunicação internas e externas para a (re)estreia da marca.

Seja para aprender ou reciclar, as pessoas precisam entender a lógica da marca, sentirem-se donas daqueles conceitos com os quais trabalham. Nosso papel é pensar e montar treinamentos de um jeito prático, para que as informações ganhem vida no dia a dia.

É o acompanhamento dos sinais vitais da marca. Pensamos nas métricas e formas mais adequadas de medição para levantar dados e tomar decisões bem fundamentadas.

É o acompanhamento dos sinais vitais da marca. Pensamos nas métricas e formas mais adequadas de medição para levantar dados e tomar decisões bem-fundamentadas.

Gestão de marcas

SAL. Para evidenciar e conservar o que transforma marcas em grandes marcas em qualquer organização.

MARCAS BEM RESOLVIDAS
=
ESTRATÉGIAS DE SUCESSO
=
NOSSA REALIZAÇÃO

Marcas bem-resolvidas são a base, o norte e a alma para qualquer negócio crescer com coerência. Só que para ser bem-resolvida, a marca deve ser pensada e cuidada – daí o termo ‘gestão’, um olhar panorâmico e ao mesmo tempo detalhado para os fundamentos e vida prática das marcas.

E por que não dizer ‘branding’?

Por definição, ‘branding’ é o ato de marcar com ferro quente para delimitar propriedade, o que já não faz nenhum sentido nos dias de hoje. Além disso, com o passar do tempo, esse termo acabou se esvaziando, ganhando significados demais e concretude de menos. Para não entrar na confusão, preferimos “gestão de marcas”.


Nosso jeitinho

O que caracteriza o nosso trabalho não é uma metodologia ou inovação. São ideais. Compartilhados por todos que aqui criam, exercitados no formato pessoal de cada um, mas ideais, presentes e constantes em nossa vida:

Criatividade sem disciplina não resolve. Não existe sacada criada do dia para a noite que resolva a estratégia de uma marca em longo prazo. Existem estudos, conversas, tentativas, refinamentos e mais conversas – com data, foco e direção.

Não abrimos mão do respeito. Seja no trato com as pessoas ou na carga horária de trabalho. Ser produtivo é a nossa forma de demonstrar respeito à qualidade de vida da equipe, dos clientes e dos parceiros.

Tem que ser útil. Cansamos de engavetar apresentações. Ao final de cada pensata, a pergunta que fazemos é: isso é aplicável?

A gente se envolve. Cada projeto é pessoal, nos apropriamos da marca com que trabalhamos como verdadeiros donos, como uma equipe estendida do cliente. Por tudo isso, o sucesso dessa marca é o único indicador de sucesso do nosso trabalho.

Para quem fazemos?

Empresas P, M ou G, causas sociais, pessoas ou para quem mais precisar de uma marca estruturada.